E o Video da Semana faz seu retorno às terças-feiras aqui no blog. Essa semana o destaque é a banda Arc Angel, um projeto do veterano artista de AOR, Jeff Cannata, que retorna através do selo Frontiers Records com o lançamento do álbum “Harlequins Of Light”. O primeiro registro do Arc Angel foi em 1982, e foi muito bem recebido pelos fãs de AOR, mas em 1988 Jeff decidiu seguir carreira solo. Ano passado através de um acordo com a Frontiers, Cannata pôde reviver o Arc Angel nesse novo álbum que é muito legal. No video para a canção homonima do álbum temos a presença do ótimo guitarrista Jimi Bell, que é integrante da banda House Of Lords, também do cast da Frontiers.

Participam do álbum:
Jeff Cannata-Vocais, bateria, baixo, teclados e guitarra
Jeff Batter- Piano, Synths
Jay Rowe- Orgão, Synths
Scott Spray- Baixo
David Coe- Violões
Jimi Bell, Gary Maus, Andy Abel, Tony Spada, Mark Proto, Jay Jesse Johnson- Guitarra solo
Pete Hodson-Background Vocals, Synth

O álbum foi produzido por Jeff Cannata
http://www.cannatamusic.com

Imagem

Anúncios

ASSISTA PEARL JAM TOCANDO VAN HALEN

Publicado: 28 de outubro de 2013 em Notícias
Tags:,

Quando assistiu ao Van Halen ao vivo em 2012, o guitarrista do Pearl Jam, Mike McCready chamou Eddie Van Halen de “Mozart da guitarra”. Na sexta passada, o Pearl Jam tocou duas músicas do Van Halen durante sua apresentação na cidade de Hartford, no Connecticut’s XL Center, nos Estados Unidos. Em um show no mesmo local, em 2010, eles já haviam surpreendido a platéia tocando “Ain’t Talkin’ ‘Bout Love”.
Nesse fim de semana durante o show, Eddie Vedder anunciou, “Quando tocamos aqui em 2010, nós tocamos uma música e dissemos que aquela seria a única vez que a tocaríamos em um show nosso.Mas assim que chegamos ao camarim essa noite..eu pensei, ‘Aqui foi onde tocamos aquela música, e por alguma razão, Eu realmente fiquei muito afim de tocá-la novamente!’Mas antes disso, ele (apontando para o guitarrista Mike McCready) vai tocar essa outra música.” E então McCready começou a tocar “Eruption” e em seguida a banda emendou com “Ain’t Talkin’ ‘Bout Love”.

Imagem

Assista ao video logo abaixo.

Morreu neste domingo (27), aos 71 anos, o guitarrista e compositor norte-americano Lou Reed, fundador da lendária banda Velvet Undreground. A causa da morte ainda não foi divulgada, mas o músico se submeteu a um transplante de fígado em maio deste ano. 
Lewis Allan Reed nasceu no dia 2 de Março de 1942 no bairro do Brooklyn em Nova York mas cresceu na região de Long Island. De família de origem judaica, Reed aprendeu a tocar guitarra ouvindo rádio ainda na década de 1950 quando estava no colegial.

No final dos anos 60, formou o grupo Velvet Underground, que logo chamou a atenção do artista plástico Andy Warhol que quase imediatamente colocou o Velvet Underground como uma das atrações do  Exploding Plastic Inevitable, uma série de eventos multimídia organizados pelo artista de origem polonesa. O contato com Warhol deu novas dimensões à criatividade de Reed que começou cada vez mais mostrar um perfil artístico multifacetado. O contato, entretanto, nem sempre foi harmônico: para o disco de estreia, Warhol insistiu que a banda gravasse com a ex-modelo alemã e cantora Nico. Para expressar sua objeção a banda batizou o disco de The Velvet Underground & Nico para expressar que a vocalista era apenas uma convidada.

Apesar da resistência, Reed escreveu a maioria das canções do álbum pensando na voz de Nico e os dois chegaram a ter um breve relacionamento amoroso (mais tarde ela teria um outro pequeno affair com Cale). O disco, cuja capa ficou famosa por trazer uma obra de Warhol que representa uma banana, estreou apenas na 171ª posição da sparadas. Hoje, porém, o disco é considerado um dos registros mais importantes da música. A revista Rolling Stone classificou o álbum como o 13º mais influente do rock. O derradeiro trabalho com Lou Reed ainda na banda foi Loaded, que conta com três das músicas mais famosas do Velvet Uunderground: Who Loves The Sun, Sweet Jane e Rock and Roll.

Em 2011 Reed lançou um álbum em colaboração com a banda Metallica, intitulado “Lulu”. O músico e a banda se conheceram em 2009 durante o show de 25 anos do Rock and Roll Hall of Fame.

Abaixo assista ao video “The View” do álbum “Lulu”

Imagem

A super banda Winery Dogs composta por Billy Sheehan, Richie Kotzen e Mike Portnoy lançou nessa quarta, 2 de outubro, seu novo video para a faixa “Time Machine”, presente no álbum de estréia da banda. O video intercala momentos do grupo tocando num estúdio com imagens gravadas ao vivo em sua recente passagem pelo Japão, que aliás vai virar DVD/Blue Ray brevemente.

 

 

                                                                                                                                                                          por Gustavo Valladares

Imagem

Em meio às comemorações de mais um Dia da Independência, o power trio carioca Possessonica promoveu o lançamento, em pleno sete de setembro de 2013, através do YouTube, do clipe de “A Forra”, uma faixa inteiramente inédita, e dedicada a um personagem de história em quadrinhos que tem dado o que falar, nos últimos tempos: O Doutrinador, de autoria do quadrinista e designer Luciano Cunha, do Rio de Janeiro.
Ter sido o criador do único personagem de quadrinhos que ganhou uma música própria, cantada em português, por uma banda brasileira, é motivo de muito orgulho para Luciano, com quem tivemos recentemente a oportunidade de trocar algumas palavras: “É realmente um orgulho muito grande, principalmente porque a Possessonica é uma grande banda de metal nacional, que consegue compor em nosso idioma, e sempre com uma qualidade que considero absurda.  Obviamente, não faria nenhum sentido uma letra de música em inglês, por exemplo, para um personagem tão genuinamente brasileiro quando O Doutrinador”.
Um Stoner Rock poderoso, cantado em português, é mesmo a marca registrada da Possessonica, que surgiu no cenário de Rock’n’Roll do Brasil no ano 2000.

Imagem

          
“Conheço o trabalho do Bebeto já há muito tempo, sempre o admirei”, complementa Luciano.  “Na minha opinião ele é o melhor guitarrista de Rock pesado do Rio de Janeiro, não só por ser talentoso, mas principalmente por ser um músico extremamente versátil.  E pouca gente sabe, mas ele também desenha, e é um bom designer”.
“Quando voltei a produzir O Doutrinador, há alguns meses, e iniciei as postagens nas redes sociais, o Bebeto, que eu já conhecia de longa data, acompanhava todo o trabalho, e passou a curtir muito o personagem.  Por isso, por conta de nossas afinidades, tanto na área musical (já que também sou fã de Rock e Heavy Metal) quanto na de designer,  sempre trocamos muitas ideias.  Até que, num belo dia, surgiu o papo de fazermos uma música para o personagem, e daí então foi um pulo: ele já tinha o riff, e uma letra que estava praticamente pronta, fizemos algumas poucas alterações e… pronto, ‘A Forra’ havia nascido”.

Imagem

O PERSONAGEM CERTO, NA HORA CERTA

Sensação nas redes sociais da internet nesses tempos de protestos populares, espalhados pelas ruas de todo o Brasil, O Doutrinador, na verdade, permaneceu engavetado por longos cinco anos, conforme nos relata Luciano: “Eu já tinha um projeto para uma graphic novel envolvendo o personagem, e cheguei a enviar os originais para algumas editoras brasileiras, que produzem quadrinhos.  Recebia como resposta, invariavelmente, que haviam gostado do material, mas que os seus departamentos jurídicos, digamos assim, não ‘aconselhariam’ a publicação. O Doutrinador é um justiceiro, um tipo de anti-herói, com a missão de aniquilar tanto corruptos quanto corruptores, e claro que o medo de sofrerem processos, ou algo assim, ocorria por conta do teor político muito forte, que está sempre presente na trama”.

E foi assim, engavetado e esquecido, que o personagem permaneceu, até que o autor resolvesse, alguns meses atrás, publicar algumas poucas páginas, em seu perfil no Facebook, inicialmente sem qualquer pretensão maior.  Com a explosão das manifestações, no entanto, que tiveram o seu auge durante a disputa da Copa das Confederações, no mês de junho passado, tendo como sedes várias capitais espalhadas pelo território nacional, O Doutrinador foi colecionando, a cada postagem feita por Luciano na página do personagem no Facebook, milhares de curtidas e de compartilhamentos, e instantaneamente transformou-se numa espécie de ícone popular.  Hoje, já possui perto de 30.000 seguidores, e o número segue subindo a cada dia, a cada clique.

Imagem

O Doutrinador tem como marca registrada uma máscara de gás de fabricação russa, dos anos 60.  A aparência assustadora ganha ainda mais relevo em razão de um capuz escuro, junto a calças na cor vermelha e botinas de estilo militar.  Complementando o visual com toque de mestre, o personagem usa sempre, também, uma camiseta preta, com um desenho clássico do Motörhead.  A escolha da banda de Lemmy Kilmister não é mera coincidência: não bastasse ser o Motörhead “uma das minhas bandas favoritas de todos os tempos”, conforme nos assegura Luciano, na verdade sua ligação com o Rock inclui, ainda, ter sido o proprietário de uma grife de camisetas, que hoje já não existe, a lendária Rockalize T-Shirts.

Imagem

Com todo esse sucesso, O Doutrinador brevemente irá ganhar uma edição impressa de suas aventuras, editada pela CAPA Comics, além de tornar-se uma Websérie, como nos confirma Luciano: “Vai ter muita ação e, podem apostar, muito peso na trilha sonora, que será toda composta por Bebeto DarOZ e a banda Possessonica”. Abaixo assista o video de “A Forra” com o Possessonica, assinado por  Flip MRA, diretor pernambucano radicado no Rio de Janeiro.

As bandas Gnose, de Nova Friburgo e Paperhead, do Rio de Janeiro, se apresentam nesse domingo, 15 de setembro, no Girassol Music Bar em Friburgo.

O Gnose, banda de Classic Rock,  já está na ativa há alguns anos e conta com Jeziel de Oliveira (ex-Taurus) na guitarra, Caru de Souza nos vocais, Vitor Cortines (Fireraiser, Rock N Roll Gang) na bateria e estreando na banda, o baixista Eloísio Michalsky (Jack The Killer).  Além dos clássicos do Rock e as músicas autorais que sempre tocam em suas apresentações, a banda promete algumas surpresas nesse show de estréia da nova formação.

A abertura ficará por conta da banda carioca Paperhead que conta com Gui Batista nos vocais, Chris Peters ( Vegas Paradise) na guitarra, Breno Braga no baixo e Andi Correa na bateria. O Paperhead faz um som influenciado por Alice in chains, Pearl Jam, Pantera, Led Zeppelin, AC/DC, Motorhead, Metallica, Aerosmith, Kiss e Silverchair, e acaba de lançar um EP ” The Highway”, com 3 músicas próprias que pode ser conferido através do Soundcloud.

Imagem

Imagem

Imagem

Um novo documentário de cerca de 2 horas de duração trará imagens inéditas da última apresentação de Hendrix, doze dias antes de sua morte, além de videos caseiros feitos pelo próprio músico. Hear My Train A Comin’ será lançado em novembro como parte das celebrações do que seria seu 70° aniversário se ele estivesse vivo. O filme também apresenta material recém descoberto de sua performance no Miami Pop Festival in 1968. A irmã de Jimi,  Janie, disse: – “Hear my Train a Comin‘ é uma visão detalhada da vida e do legado de Jimi em suas próprias palavras, bem como depoimentos e lembranças de pessoas que o conheceram bem e eram próximas à ele. Sua visão do mundo através da sua genialidade, música e talento continuam a tocar magicamente as vidas de pessoas de várias gerações.”

Entre os entrevistados, depoimentos de Paul McCartney, Noel Redding, Mitch Mitchell, Billy Cox, Steve Winwood, Vernon Reid, Billy Gibbons e Dweezil Zappa.

O DVD Hear My Train A Comin’ e o CD Jimi Hendrix Experience: Miami Pop Festival serão lançados nos EUA no dia 4 de novembro. O músico completaria 70 anos de idade no dia 27 de novembro.

Imagem

                                                                  Pintura feita pelo artista Theo Reijnders